Está aqui

Campismo para principiantes

A essência do campismo é a comunhão com a natureza, seja numa floresta deserta, à beira mar ou num dos mais de 260 parques de campismo que existem em Portugal. Da mesma forma que planeia qualquer viagem, também uma aventura campista terá de ser cuidadosamente pensada para que a sua primeira experiência não se transforme num pesadelo ao ar livre.

Campismo, fazer ou não fazer?

A ideia de fazer campismo é muito atraente, se não, não estaria a ler este artigo, verdade? O contacto directo e muito tranquilo com a Mãe Natureza, o cheiro de erva fresca, as árvores e todas as suas criaturas, sobreviver com os recursos que trouxe consigo… e já pensou no reverso da medalha? Se vem chuva e transforma esse paraíso verde numa piscina de lama, se os insectos decidiram partilhar consigo a sua tenda (ou pior o seu saco cama!), sem falar no facto de não existir WC com sais de banho relaxantes ou pequeno-almoço buffet! Não se esqueça que, para acampar, necessita de material específico de campismo, o que significa um bom investimento inicial. Por isso, antes de se entusiasmar e comprar tudo e mais alguma coisa, pense bem no que se está a meter… ou então peça o equipamento emprestado a alguém para a sua primeira experiência.

Qual é o seu estilo de acampar?

Já decidiu que vai? Óptimo! Mas agora há outra decisão a tomar: que tipo de campismo vai fazer? Uma das grandes vantagens de acampar é a liberdade de escolher o seu destino que pode incluir, ou não, vários cenários naturais: desde as montanhas ao mar, aos parques recheados de outros fãs deste tipo de turismo natural, ou até uma selva para os mais experientes nesta matéria! Apesar de diferentes, todas têm em comum uma coisa: são um refúgio da agitação das cidades e isso atesta-se quando se deitar na companhia das estrelas e acordar ao som do silêncio… ou dos passarinhos! Se não sabia, fica a saber que pode acampar de três formas diferentes:

  • Campismo light estilo de campismo mais fácil, tradicional e popular não existe, sendo que este pratica-se nos parques de campismo onde, depois de uma reserva prévia, desloca-se até lá de carro e equipado a rigor. No entanto, uma reserva nem sempre é necessária, ou seja, pode partir sem destino e parar no primeiro ou no décimo parque que avistar, afinal é esse o espírito campista! O único senão é que o parque pode estar cheio. Regra geral, terá o seu próprio lugar de estacionamento e espaço para montar a tenda. O valor cobrado é por noite e é calculado com base no número de carros, pessoas, tendas e serviço de electricidade. Actualmente, muitos parques de campismo oferecem uma variedade de serviços extra que, para além das instalações sanitárias, podem incluir lavandaria, minimercado, sala de jogos e piscina, entre outros. Escusado será dizer que este tipo de férias são bastante económicas, quer para um casal, um grupo de amigos ou uma família numerosa. Ah! E é excelente para principiantes (que vão praticando!), assim como para famílias, devido às suas excelentes condições e níveis de segurança.
  • Campismo selvagem – tal como o próprio nome indica, trata-se de montar a tenda numa zona isolada, como uma floresta ou uma selva, e (sobre)viver exclusivamente com o que levou consigo ou com o que a Mãe Natureza tem para oferecer. Não se aconselha este estilo de campismo a principiantes, a não ser que estejam acompanhados de campistas mais experientes.
  • Campismo sobre rodas – se o acampar é andar literalmente com a casa às costas, este género de campismo é feito com uma casa sobre quatro rodas, que pode ser uma de duas maneiras: com uma caravana (uma pequena “casa” que fica atrelada ao automóvel) ou uma auto-caravana (uma casa com automóvel incluído!). Disponível em vários tamanhos, este tipo de campismo pode ser considerado “de luxo”, uma vez que reúne muitos dos confortos de qualquer lar – vários quartos, sala, cozinha e WC! Os preços são elevados e normalmente quem adquire este género de transporte, é porque faz campismo sempre que pode. No enanto, tanto as caravanas como as auto-caravanas podem ser alugadas e será sempre uma excelente experiência dentro do estilo de férias que é o campismo.

Escolher o destino

Com mais de duas centenas de parques de campismo espalhados por Portugal Continental e Ilhas, e outros tantos em Espanha, França e Andorra, o difícil será escolher o local perfeito para montar a sua tenda. Visto por outra perspectiva, haverá sempre uma nova zona para explorar, sendo que durante umas férias campistas, pode acampar em diversos parques – até num diferente todas as noites! Para isso, basta fazer alguma pesquisa prévia e para poder delinear o seu itinerário como um verdadeiro expert aconselhamos a consulta do site www.roteiro-campista.pt, onde vai encontrar toda a informação que precisa. Esse mesmo roteiro pode ainda ser adquirido em formato de livro para estudar atentamente toda a matéria e, claro, levá-lo consigo!

Fazer as malas

Agora que sabe para onde e como vai, há que preparar as malas e a tenda! O equipamento campista é bastante específico (para não dizer necessário!) para uma aventura na natureza bem-sucedida! Antes de ir a correr para as lojas e comprar tudo o que diga “campismo”, siga os conselhos dos especialistas e faça as suas aquisições com calma. Deve dar maior atenção à escolha da tenda, saco cama, mochila e louça, que devem ser resistentes e de boa qualidade. A alimentação é de igual ou mais importância porque, para além de ter de ser prática e de não se estragar, terá que levar o suficiente, principalmente se fizer campismo selvagem! E existem ainda várias outras coisas que não podem faltar na mochila de um campista, por isso, e para que não se esqueça de nada, veja a check list que preparamos a pensar em si!

Montar a tenda

Montar a tenda é quase uma aventura tão grande como o acampar em si, por isso, terá direito a um artigo próprio, assim como muitos dos outros aspectos ligados a este tipo de turismo que tem milhões de adeptos em todo o mundo. Até lá, divirta-se, ou como diriam os americanos: “happy camping!”.

A sua votação: 
Média: 4.2 (111 votos)